Dica de Maratona: That ’70s Show

Dica de Maratona: That ’70s Show

Tem dias e até semanas que queremos assistir algo, mas nada de filmes de 1 hora e pouco, seriados pesados para ficar pensando ou comédias pastelonas.

Veja também: Dica de Maratona: Chuck

Daí tudo começa a ficar complicado. Você se pega deitado na cama ou sentado no sofá clicando no controle em busca de algo para ver e não se decide.

Bem, aqui estamos nós para te indicar algo legal! Ok, já coloquei no título, mesmo assim, simbora!

O porão é um dos personagens principais da série, pois em todos os episódios ele está presente.

Sinopse!

A série mostra acontecimentos dos anos 70, como feminismo, atitudes sexuais, conflitos de gerações, as dificuldades econômicas dos anos 70, a recessão e o uso de drogas. A série também destacou a evolução da indústria do entretenimento, incluindo a televisão, vídeo game, revista Mad e a obsessão de Eric com Star Wars. Tendo início na segunda temporada, a série destacou menos problemas sócio-políticos. Por exemplo, a dinâmica do relacionamento amoroso de Eric e Donna foi alterada em épocas posteriores para se parecer mais com as relações de outros casais “poder” dos dramas adolescentes.

Veja também: Dica de Maratona: Total Drama

Da mesma forma, a primeira temporada contou com um enredo voltado à dramática do fato em que os Formans estavam em perigo de perder sua casa devido ao fato de Red ser demitido da fábrica de autopeças em que trabalhava. As histórias das temporadas seguintes foram mostradas de maneira mais cômica e menos dramática.

Tendo início na quinta temporada, cada episódio teve como título uma música de bandas de rock que estavam no auge nos anos 70: Led Zeppelin (5a temporada), The Who (6a temporada), Rolling Stones (7a temporada) e Queen (8a temporada).

E aqui eu volto!

A série é bem humorada e leve. Mesmo com algumas críticas sociais e problemas familiares como separação, That ’70s Show é leve. Lembra de não querer ver nada com mais de 1 hora e pouco? Pois bem, vai acabar ficando bem mais do que isso e quando perceber já assistiu a toda primeira temporada.

As relações de namoros, principalmente a virgindade masculina, é colocada em pauta. É interessante ver como o seriado não se importa em ser politicamente correto e manter tantos erros e exageros daquela geração. O machismo do homem ser o senhor e manter a casa e até da mulher em aceitar isso e achar normal.

Em alguns episódios a discussão de como é visto o estrangeiro, através do Fez, que até agora (estou conferindo a segunda temporada), não foi explicado de onde veio. E ele é o típico personagem exagerado com sua fala que força o inglês. Esta é a diferença desta série para tantas outras.

Eles não temem em mostrar. Serve de alívio cômico e também para nos mostrar o quanto evoluímos nestas décadas e outros não mudamos em nada.

O programa durou oito temporadas, com exatos 200 episódios, tornando-a a quarta sitcom mais longa já exibida pela FOX, sua emissora original (sendo as outras três: The Simpsons, King of the Hill and Married with Children). A série também foi responsável pelo estrelato de muitos de seus atores, como Ashton Kutcher, Topher Grace, Mila Kunis e Laura Prepon.

Curiosidades

Algo comum e que frequentemente é mostrado na série é o fato de aparecer os personagens “sonhando acordados” ou seja, imaginam determinados tipos de situação, de forma que é mostrado em algum tipo de paródia sobre filmes ou costumes da época, como Star Wars, Rocky e Grease. O personagem que imagina a cena às vezes também as narra, fazendo com que os outros personagens também vejam o que se está sendo imaginado. No episódio “Stone Cold Crazy”, Jackie comenta que gosta da música que é tocada durante o momento em que Fez está imaginando uma situação.

  • Por conta da diferença de altura entre Mila Kunis e Laura Prepon, Mila tinha de usar sapatos plataforma quando contracenava com Laura.
  • Ainda falando de Mila, a atriz mentiu para a produção sua idade. Ela tinha apenas 14 anos. Quando perguntada quando faria 18, ela disse: terei 18 anos no meu aniversário. Só não informou quando.
  • O nome e o país de origem de Fez nunca foram revelados, e em um episódio quando ele revela seu nome, sua voz é abafada por um barulho. Na realidade o ator estava apenas mexendo a boca dizendo o nome dos atores da série.
  • A série tem 8 temporadas, mas se passa entre os anos de 1976 e 1979.
  • A placa do Vista Cruiser sempre mostra o ano da série (de 76 a 79).
  • Jackie sempre brinca com o fato de Fez ser estrangeiro, mas fora da ficção, Mila que é estrangeira, a atriz é Ucrâniana, já o ator, é americano.
  • Não é mostrado na série os personagens fazendo uso de substâncias ilícitas, isso porque os produtores acharam melhor não mostrar o ato ilegal, criando assim uma situação que desse a entender o que eles estavam fazendo.
  • No círculo, normalmente as personagens sentam-se numa roda para fumar maconha (na maior parte das vezes isso acontece no porão de Eric) e enquanto a câmera gira lentamente e fixa-se numa personagem quando ele ou ela está prestes a falar. Dando a entender que o personagem está com o baseado. O círculo se tornou marca registada da série. Os únicos quatro episódios em que aparecem todos os personagens reunidos no círculo são “Class Picture”, “I’m a Boy”, “Substitute” e o episódio final.
  • Nas trocas de cena, podem ser vistas imagens dos personagens fazendo alguma coisa com imagens psicodélicas ao fundo, normalmente sob o efeito espelhado ou em duplas. Na primeira temporada, eram vistas imagens congeladas com apenas os lábios se mexendo, com alguém falando “Yeah!” ou “Let’s Rock’n Roll”.

 

Related Post

Deixe uma resposta