Frustração Sexual Parte 2 – Você também tem culpa

Frustração Sexual Parte 2 – Você também tem culpa

Sexo é algo que não deveria ser complicado na vida de ninguém, afinal de contas, é da natureza humana.

Só que não é bem assim. Neste artigo vou abordar algo masculino, mas antes de continuar, leia a primeira parte escrita pela Complicada.

Veja também: Frustração Sexual- Um mal que eventualmente atinge a todos os casais

Nenhum homem, 100% de nós, sabe como as relações realmente funcionam. Nunca nossos pais chegaram e falaram:

Mãe – Filho é desta maneira que você deve conversar com sua companheira, é assim que gostamos de ser tocadas.

Pai – Filho, na verdade nem mesmo o garanhão consegue fazer tudo o que falam.

Exemplos bobos, mas é desta maneira que acontece. A maioria dos artigos não abordam para os pais a realidade. Falar sobre sexo não é só engravidar, uso de preservativos, doenças venéreas etc. Saber o que se passa na cabeça e na alma das pessoas deveria ser o início de tudo.

Os homens crescem com exemplos ridículos ou sorrisos prepotentes de muitas garotas quando perguntamos algo ou erramos. Os amigos sabem de tudo, mas na realidade são apenas falastrões e as garotas ditas entendidas, preferem esnobar porque se você não sabe, é um alienígena.

Meios de comunicação, filmes, livros, seja o que for, mostram que na relação sexual, quem “manda” e é “obrigado” a saber de tudo é o homem. Quem deve saber ler na cama a mulher, como a tocar, ou seja, ter todo o mapa é o homem.

Endiabrado com Brendan Fraser, é uma comédia que mostra muito bem como os homens realmente não sabem o que as mulheres desejam. E que também mostra como a mídia “ensina” o que um homem deve ser.

Caso não dê “conta do recado”, é um verdadeiro perdedor. Além disso, tamanho é documento. Mesmo nas comédias, o pênis masculino deve ser avantajado, pois é isso o que dá prazer a mulher. Ela busca o tamanho, a pegada, o cara bruto e que a faça gozar como nunca até cair.

Em uma busca rápida na Internet sobre o assunto, a maioria das postagens e influenciadoras em vez de ajudar, apenas atrapalha ao brincar sobre o assunto. Em vez de conscientizar e acabar com um tema machista, criam mais homens deste estilo.

Só que quando é dito o contrário disto tudo, o homem ainda tem escutar “olha, você realmente deve demorar um pouco mais, fazer carinho e a tocar”. Ok, mas quando perguntado como, a resposta é “você é homem, se vira”.

Isto é complicado e dá medo. Medo de falhar em todos os sentidos.

Somos físicos sim, mas temos sentimentos. Lógico que isto tudo é para homens que desejam muito mais do que apenas fazer sexo. Se é apenas sexo sem compromisso, é fácil e simples. Bota para fora e faz. Não importa o prazer da outra pessoa, pois ela também está pouco se importando com a sua satisfação.

Este ponderamento, é para homens que querem entender o que acontece com eles. E para mulheres saberem que: sim, não te entendemos, porque desde nosso nascimento, somos mais do que instruídos a sermos os fodões.

Não nos comparamos com outros homens, mas é duro escutar que o braço, bunda ou aquela roupa caiu tão bem em tal cantor, ator ou amigo. Ser desejado e escutar o que vocês querem, nos faz bem.

O marketing sexualiza o homem, como bem visto nesta imagem de agência, ao o colocar como um cara com o corpo perfeito e a mulher caída por ele. A sexualização não é apenas na mulher, mas em criar esteriótipos machistas que apenas assim daremos prazer, em sermos dominadores.

Ao fazer sexo, gostamos sim de ouvir, pois é como um canal de instrução. Deixamos de nos concentrar no pênis que está querendo gozar e seguimos outros caminhos.

Por falar em gozar, esta concentração existe e na hora pensamos sim com ele. Imagine que está passeando com seu companheiro em um lugar lindo e maravilhoso e tem um pouco de vontade de ir ao banheiro. De repente todo aquele almoço revira no seu estômago e a necessidade se torna grande para ir ao banheiro. Neste momento é óbvio que sua concentração ficará totalmente voltada para suas partes mais baixas e nem ao menos irá escutar o que falam com você. Bem, basicamente o instinto, com um exemplo bem peculiar, é este.

Ficamos concentrados no garoto para ele não chegar ao momento, pois você ainda não gozou. Não é sua culpa e também queremos prolongar o nosso prazer, então continuamos a nos concentrar na cidade baixa para que os fogos não saiam. E desta maneira, como no banheiro, perdemos todo o contato energético com vocês.

Por este motivo, um bate papo é sempre bem vindo. Diga para o seu companheiro ou mostre como gosta. Isto é algo que gostamos e nos dá mais prazer. Pegar na nossa mão e nos indicar o caminho e dizer como sente prazer naquele local, ou quando estamos fazendo sexo oral, nos guiar com sua cintura ou segurar nossa cabeça naquele ponto, são coisas que nos indicam que estamos fazendo o certo.

Não ache que os homens tem um clube secreto onde viramos os maiores amantes do mundo. Até mesmo em livros errados sobre o assunto como 50 Tons, o personagem principal aprendeu tudo com uma mulher.

Portanto, não é apenas nossa culpa se não compreendermos seus desejos, porque até um Gênio precisa ouvir as palavras.

E agora chega, porque este assunto tem ainda muito o que ser dito.

Related Post

Deixe uma resposta