Frustração Sexual- Um mal que eventualmente atinge a todos os casais

Frustração Sexual- Um mal que eventualmente atinge a todos os casais

Não sou do tipo que generaliza e acredita que certos problemas obrigatoriamente acontecem, mas nesse caso posso afirmar que é quase uma regra que a frustração sexual, em algum momento, esteve presente na vida de um casal. Pode ser algo passageiro, como uma noite em que algo atrapalhou e alguém foi dormir se sentindo muito frustrado, ou pode chegar como algo inocente, porém que resolveu ficar e irá atormentar por um longo período.

Essa frustração não tem nada a ver com o desempenho sexual. Homens têm a tendência de achar que precisam ser mestres na cama e tudo que pode comprometer seu desempenho irá prejudicar sua masculinidade. Esse é o principal motivo para as coisas começarem a desandar no âmbito sexual, a falta de diálogo (já que ele precisa saber tudo, não há discussões sobre os gostos pessoais) e a preocupação se está satisfazendo a parceira/durando o tempo suficiente, acabam com o que realmente importa: a conexão entre o casal durante o ato sexual.

Não posso falar por todas, mas eu- e a maioria das mulheres que conheço-, preciso de um envolvimento significativo na hora do sexo, para me conectar com o parceiro e ter uma relação realmente prazerosa. É um momento íntimo, onde trocamos mais do que fluidos, envolvemos nossa energia e viramos um com a outra pessoa. Mas nem sempre é assim. Por instinto, o homem é mais “físico”, para eles, o prazer é facilmente alcançado na penetração e por isso, nem sempre pensam nesse envolvimento todo.

Não é frescura da mulher, nem descaso do homem, é o comportamento natural de cada um. O problema é que muitas vezes a mulher parece chata, pois o homem não gosta de achar que a parceira precisa de mais do que seu estimulo para o prazer e em outras, o homem parece insensível, já que não parece ter a mesma necessidade de se conectar sentimentalmente.

Nesses casos, diálogo é essencial, é importante que o casal entenda o lado do outro, que conversem sobre a necessidade de cada um. Muitas vezes o problema está lá, e um dos lados nem mesmo sabe que ele existe, pois não houve a comunicação do desagrado. Não tenham medo de falar o que incomoda, mesmo sendo um assunto tão delicado. É natural ter medo de expressão decepção, principalmente quando pode mexer com a masculinidade ou auto-estima, porém sem isso, não tem como saber que há algo a ser resolvido e, muito menos, como resolver.

Related Post

Deixe uma resposta