Mochila nas costas e vamos lá!

Mochila nas costas e vamos lá!

Para onde? E isso importa?

Eu e a Complicada quando se trata de viajar, em nada complicamos.

Para nós é estar batendo um papo, fuçando um assunto qualquer na internet e os dois dizerem “eu quero”.

Só que querer, não é poder. Mas isso é algo para se escrever em outra oportunidade.

O que nós temos, é uma veia de curtir viajar. Nós não precisamos planejar muito, mas também não somos daqueles que botam a mochila nas costas em segundos e já saem com o pé na estrada. Infelizmente, porque se desse…

O que não temos é “frescuras”. Para nós o importante em sair, generalizando, é poder fazer o que não podemos onde moramos e o que já estamos acostumados no dia-a-dia.

Do que adianta viajar para uma cidade do interior para curtir a natureza se vamos ficar em um hotel com todas as mordomias de uma cidade grande? E para que ir naquele restaurante para comer arroz e feijão ou aquela macarronada que já sabemos fazer?

O que importa é aproveitar os costumes do local onde estamos. Vivenciar o que podemos.

Eu gosto de chegar em um lugar novo e fechar os olhos, sentir os pés tocarem uma área onde tantos outros já pisaram no passado. É como viajar no tempo.

Os sons, aromas e a maneira como as pessoas falam em determinada cidade são totalmente diferentes de onde vivemos. Viajar não é só ir na praia para curtir o mar. Tá, até é! Mas ir para a praia apenas para isso e não criar uma única memória, não te fará voltar ali.

Ou sua viagem se tornará enfadonha.

O viajar está no gosto de arrumar as malas, saber qual podemos levar devido ao seu peso, roupas leves ou pesadas, a parte de higiene pessoal, em que lugar iremos ficar, a alimentação e o principal: como ir.

É um planejamento gostoso de se fazer. Só que muitas vezes, as pessoas complicam. Sejam para viajar por não saberem o básico de como fazer isso ou até mesmo os hotéis e restaurantes.

Aqui como sempre escrevemos na parte de alimentação, eu como carne e ela é vegetariana. E em muitos restaurantes, as pessoas acham que um buffet de salada é para vegetariano comer. Não é bem assim.

E é isto o que pretendemos falar a partir de agora sempre que viajarmos ou sobre nossas experiências com viagens.

Desde mochilas, malas, acessórios, até mesmo dos aplicativos de carona e locação de casas.

E se tem alguma dúvida, manda para gente que esclarecemos!

Related Post

Deixe uma resposta